terça-feira, 1 de março de 2011

"Ando com uma vontade tão grande de receber todos os afetos, todos os carinhos, todas as atenções. Quero colo, quero beijo, quero cafuné, abraço apertado, mensagem na madrugada, quero flores, quero doces, quero música, vento, cheiros, quero parar de me doar e começar a receber. Sabe, eu acho que não sei fechar ciclos, colocar pontos finais. Comigo são sempre vírgulas, aspas, reticências. Eu vou gostando, eu vou cuidando, eu vou desculpando, eu vou superando, eu vou compreendendo, eu vou relevando, eu vou… e continuo indo, assim,
desse jeito, sem virar páginas, sem colocar pontos. E vou dando muito de mim, e aceitando o pouquinho que os outros tem para me dar."
Caio Fernando Abreu

Eu já disse que adoro os textos do Caio? Sempre que procuro alguma inspiração para resolver os nós que minha cabeça dá, eu procuro seus textos e fico horas e horas lendo e analisando cada palavra. E nesse momento, eu to querendo carinho. "Receber" de alguma forma, o que doei por tanto tempo.









7 comentários:

Priscilla Cavazzotto disse...

Sábio Caio..
Sempre tão bom lê-lo.
Beijos meus

Priscilla Cavazzotto disse...

Amiga, tem selinho pra ti no meu blog!
Passa lá buscar!
Beeijos meus

meus instantes e momentos disse...

belo post.
realmente os textos do Caio são muito bons.
Maurizio

Dave disse...

Oi Júlia,

Tem dias que tudo que queremos é o bom, velho e puro afeto. Aquele afeto carinhoso que faz bem, pelo simples fato de querer fazer bem.

Valeu pela visita! Volte mais vezes =)

Beijo.

Long Haired Lady disse...

dar carinho é gratificante, mas tem horas que precisamos receber…principalmente se vc é um canceriano…rs

José disse...

E é tão bom receber essas coisas todas, tudo o que é bom sabe bem, a quem recebe e aquem dá também.

Eu deixo um sorriso para ti Júlia.:)

José.

Marcos de Sousa disse...

Tem selo para você no meu blog. Depois passe lá para buscar.

http://omundosobomeuolhar.blogspot.com/2011/03/sobre-uma-qualquer-vida.html

Beijos